quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Rap e gênero por uma cultura de paz

Ano passado participei do programa Por Uma Cultura de Paz, da rádio universitária, conduzido por um ser lindo, chamado Marta Aurélia. Na ocasião estava divulgando o lançamento do meu livro “Pulsão Irrefreável – Arte Contemporânea no Feminino” e tivemos uma conversa maravilhosa sobre a questão de gênero nas artes visuais e na sociedade.

Hoje participarei novamente do programa, dessa vez num bate papo interessantíssimo com as rappers integrantes do grupo Mira que fazem parte do Movimento Hip Hop Organizado do Brasil, o MH2O ( http://comunidadehiphop2.zip.net/ ): Fabiana Carvalho, Ana Cristina Sousa, Onara Inácio e Gécyca Lima. “MIRA, além de carregar os significados imediatos registrados em dicionários, aqui é uma sigla que significa Mulheres Informadas Revolucionárias e com Atitude. Feministas, as garotas têm a palavra como meio de atuação artística e conquista de espaço e direitos, especialmente no próprio movimento hip hop”(texto de divulgação do programa).

O programa Por Uma Cultura de Paz vai ao ar às 15 horas, transmitido pela rádio universitária.

Um comentário:

humberto disse...

Voltei Ana!
Vou acompanhar o bate papo na rádio viu.

Beijos.