segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Para começar bem a semana: coisas impossíveis


“- Eu não acredito nisso! Exclamou Alice. – (...) a gente não pode acreditar em coisas impossíveis.

- Parece que você não tem praticado muito – disse a rainha. – Quando eu tinha a sua idade, fazia isso pelo menos meia hora por dia. À vezes chegava a acreditar em seis coisas impossíveis antes do café da manhã.”

Lewis Carroll, Through the Looking Glass.

5 comentários:

M. S... disse...

aí!
chegou a doer de beleza, de nostalgia, de perdas, poeira e poesia.

Daniel Simões disse...

Hum... e existem coisas impossíveis?! Pensei que fossem só difíceis. Ás vezes muito difíceis...

Ana Valeska Maia disse...

Mayara,
O autor de Alice é muito bom!
Bjs querida, estou adorando o teu "habitar".


Daniel,
Para quem tem o olhar poético as coisas impossíveis integram o possível.

Anônimo disse...

olá mestra, não acredito em "coisas impossiveis".
O importante é agente ter perseverança e fé para alcançar tudo que agente almeja. A vezes as coisas que agente achama impossiveis, estão ao nosso lado mais não enxergamos. Pode ser até muito forte quando eu disse que não tem coisas impossiveis, pra mim não, porque já conseguiu tantas coisas impossiveis,´que depois tornaram-se possíveis, principalmente no "Amor", este sim é complicado. As coisas só se tornam impossiveis, quando agente acha que é impossivel e não vai atrás de torná-la possiveis.

Até prova em contrário, todas as coisas são possíveis - e mesmo o impossível talvez o seja apenas nesse momento.

autor: Pearl Buck

Edilberto NObre

Ana Valeska Maia disse...

Edilberto,
O sentido das coisas impossíveis é poético.
Tem que olhar com a sensibilidade poética, ok?
Bjs.