domingo, 13 de fevereiro de 2011

Professor tempo


"O que é afinal o tempo? Quem explicaria fácil e brevemente? Quem o captaria, ainda que apenas no pensamento, para proferir uma palavra sobre ele? Mas, ao falar, o que mencionamos que é mais familiar e conhecido do que o tempo? De algum modo, entendemos quando falamos do tempo, e também entendemos quando ouvimos outra pessoa falar dele. O que é, portanto, o tempo? Se ninguém me pergunta, sei; se eu quiser explicar a quem pergunta, não sei." (Agostinho, Confissões, XI)

Vez ou outra retorno à minha teia reflexiva sobre o tempo, esse espelho da alma. Ele come seus filhos, é verdade. Força que ensina o valor da vida em uma teia paradoxal: quanto mais acordamos para o sentido de estarmos aqui, menos tempo teremos no desfrute de nossa sabedoria.

Dizem que a vida é uma escola e que o tempo é o professor.

É o tempo quem revela o sentido das páginas que escrevemos no livro de nossa vida. Colorimos as páginas de nosso livro com a intensidade de nossos sorrisos, preenchendo a história com momentos felizes, em vibrantes azuis, amarelos, vermelhos e suas misturas de cores. Vez ou outra aquarelamos nossas páginas, manchando a contragosto a pintura que fizemos, com a liquidez de nossas lágrimas.

Com o tempo, aprendemos que sempre chegará a hora de virar a página e começar outra vez.

Com o tempo, aprendemos que os reais valores da vida só podem ser construídos pelo sentimento.

Com o tempo, aprendemos a valorizar o tempo, o amor, as pessoas, a vida.

O que é afinal o tempo?

4 comentários:

Daniel Simões disse...

Tempo é acontecimento.
Sem acontecimento não há tempo.
O tempo revela-se pelo acontecer, pela transformação, pela mudança.
Medimos o tempo quando descobrimos ciclos dentro dos acontecimentos.

Anônimo disse...

O tempo é realmente instiguante, também não sei o que é.Sei dizer de seus efeitos.Faz murchar o corpo e inchar a alma.A velhice é realmente a treva, nos aproxima do retorno para um lugar onde ninguém até hoje conseguiu logicamente esclarecer.

Anônimo disse...

"Com o tempo, aprendemos que sempre chegará a hora de virar a página e começar outra vez." Que tocante Ana, posso roubar e por no meu perfil do orkut? Beijos;* Camila Fonteles

Ana Valeska Maia disse...

Claro que pode!
Bj.